Início > escrita, intimidade > pudim de ovos

pudim de ovos

Fiz o pudim de ovos que há muito prometi. Espreitei-o, ainda quente, parece-me bem. Sorri.

Sorri como quando leio. Talvez outros precisassem de me ver assim sorrir, para ficarem serenos sobre o meu estar. Mas sorri para dentro. Como quando leio e o meu espírito viaja. Também eu gostaria que me vissem sorrir. Talvez percebessem quando acontece e mo permitissem amiúde.
A solidão reserva-me o contentamento.

A felicidade talvez surja com a morte.

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: