Início > intimidade, posto móvel > L’amour pour toi ou le jeux des surrealistes

L’amour pour toi ou le jeux des surrealistes

Encontrei-me intimamente com a revista Relâmpago, dedicada a ti, Mário. Penso que já me havia cruzado com ela algumas mas poucas vezes. Fui esquecendo-me sempre, porque não privei com ela, não a desfolhei, não a li por dentro.

Enfim, ontem, percorri-lhe páginas de toda a importância. Partilhei com ela o meu amor pelo Vasconcelos. E ela devolveu-me texto e cor de Cesariny.

Deixei-a na estante da livraria. E sorri para a tristeza na despedida.

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: