Início > posto móvel > o recanto

o recanto

É entre deus e o diabo que escolho as palavras. Tiro-lhes as medidas e arrisco as múltiplas interpretações que a articulação entre elas despoletará.

Entre deus e o diabo, portanto, no comboio, no intervalo dos dias, na descida apressada do elevador, num único momento único de silêncio.

As palavras, que não dizem nada, mas pareçam quase tudo, excepto o acto real da sua pronunciação em voz alta. Afinal, o contacto físico do som, penetrando os oríficios do corpo e da pele, transformado em impulsos eléctricos e traduzido para a nossa forma de amar, muito individual e diferenciada – lê-se o que se quer através das palavras, ao autor escapa-lhe o controlo da liberdade do leitor.

Pensei, um dia, escrever só com vogais. Os sons seriam mais ingénuos e menos humanos.

Eei, u ia, eee ó o oai. O o eia ai iéuo e eo uao.
Ai felicidade.

Tirar medidas, mesmo que eu mal o saiba fazer, é um trabalho frustrante: há sempre alguém que lixa, há sempre alguém que se ofende. O vento passa sempre… Mesmo entre as palavras.

No fim, mais nada.

Anúncios
Categorias:posto móvel
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: