Início > poesia > Galería de cosas inútiles

Galería de cosas inútiles

El viejo león del circo no distingue
Entre un ruido cualquiera y un aplauso cerrado.
Para él, todos son ruidos.
Para él, todos los hombres son payasos.

[Jorge Boccanera, de Polvo para morder, in Antología de Poesia Argentina de Hoy, Bruguera, 2010]
Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: