Início > poesia > O que trabalha a pedra aprende a sonhar

O que trabalha a pedra aprende a sonhar

Os teus caracóis
como dedos roliços
nunca os penteias.
O teu olhar profundo
demasiado profundo para mim
queres-me
a observar
a tua dedicação ao pormenor
como captas as pregas
nos tecidos, as rugas
os rostos
corpos inteiros esculpidos de relance.

Preciso de ti, a tua respiração fria
toca-me e
se eu não fosse pedra
ter-me-ias transformado nela.

[Carrie Hanson, bang, Spout, 1997, versão minha]
Anúncios
Categorias:poesia Etiquetas:
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: