Início > posto móvel > hoje, de todos os dias

hoje, de todos os dias

hoje, de todos os dias

de Al Berto, in Vigílias (org. José Agostinho Baptista)

neste dia, hão alguns anos, morreu Alberto Pidwell Tavares. com ele morria o poeta Al Berto. e enterrava-se, no fundo da alma, o que todos os dias emerge pela boca de quem lhe lê os poemas. emerge a vida. apenas vida. um respirar. ou nem isso. a vida no seu fim. terminal.

Anúncios
Categorias:posto móvel
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: