hoje, de todos os dias

hoje, de todos os dias

de Al Berto, in Vigílias (org. José Agostinho Baptista)

neste dia, hão alguns anos, morreu Alberto Pidwell Tavares. com ele morria o poeta Al Berto. e enterrava-se, no fundo da alma, o que todos os dias emerge pela boca de quem lhe lê os poemas. emerge a vida. apenas vida. um respirar. ou nem isso. a vida no seu fim. terminal.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s