Início > poesia > diálogo

diálogo

– O que é o tempo?
– Um martelo de plumas.

– O que é a vida?
– A eterna ausente.

– O que é a família?
– Uma catástrofe. Loucura circular histérica com convulsões de penitência.

– Quem é Deus?
– Um pobre Diabo.

– Que faz ele?
– Sobrevive sempre às suas vítimas.

– Onde mora?
– Num tinteiro.

– O que é Portugal?
– Uma cave cheia de mofo.

(com João Rodrigues)

[Ernesto Sampaio, in Lembranças do Cadáver-Esquisito de Feriados Nacionais]

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: