Início > posto móvel > As gajas nuas e a mão inteligente do homem que possui uma cabeça de vidro*

As gajas nuas e a mão inteligente do homem que possui uma cabeça de vidro*

Quantas vezes as gajas nuas me disseram um olá seco de inveja? Para isso nada contribuí nem pretendi que assim fosse. No balneário partilhámos o mesmo ar húmido ou o cheiro a suor, guardado pelo tempo nas paredes quase brancas, depois ou antes dos banhos. Conversavam sobre coisas. Essas coisas que as gajas conversam e só a elas, umas ou outras, cabe responder. Nunca gostei de balet, mas a visão dos corpos em directo valia o sacrifício. Melhor assim do que me pendurar de um escadote, na dispensa do corredor, e espreitar pelo buraco que o guarda utilizava para olhar os corpos adolescentes. Um dia caiu e ficou em coma, morreu. Rimo-nos e não nos importámos.

Hoje, as gajas nuas sentem vergonha dos seus corpos e dizem-se contentes com a luz do sol que as destrói lentamente. Têm morrido. Continuamos a rir sem que nos importemos.

* após Al Berto

Anúncios
Categorias:posto móvel
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: