Início > teoria > uma hora para matar tempo

uma hora para matar tempo

duas mulheres açoreanas, a querer matar tempo, foram aconselhadas a ir à feira do relógio. saem do Olissipo, cruzam-se comigo e perguntam pela feira. digo-lhes que é longe para ir a pé. uma pergunta à outra, mas como é a feira? a resposta envolveu uma panóplia de tentativas de informação sobre ciganos, comida, roupa. a outra resumiu então: uma feira de confusão. e sorriu. aliás, o que não faltou nesta conversa foram sorrisos. e se estava aberta. eu fui sincero e disse que, mesmo tendo passado por lá cinco minutos antes, não tinha reparado. bem, se era longe para ir a pé, não iam gastar dinheiro para lá ir. perguntaram-me, e o que se pode ver aqui para além do vasco da gama? hesitei. a frente de rio está cheia de elementos passíveis de serem vistos, mas certamente elas saberiam disso. referi que há pouca coisa – admito a posição drástica, mas para quem queria ir ver a feira do relógio (mesmo que enganadas. será esta feira um elemento típico do continentalismo lisboeta?), é porque já saberiam da oferta nas proximidades. elas olharam-me sorrindo, mas com certa desconfiança. reagi de imediato referindo o oceanário. um sorriso franco e mais aberto: AH! e onde é? eu gosto de tudo o que tenha que ver com peixes. fiquei pasmo, por dentro. elas dormiram a cerca de 3 minutos do oceanário e não sabiam onde estavam – sim, eu sei que não tenho nenhuma informação sobre donde vieram, para onde vão ou quem sejam estas duas mulheres. expliquei onde é o oceanário: assim, assado, e o maior edifício que verão dentro do rio é o oceanário. e paga-se? sim. tem multibanco? sim, é um complexo grande, tem loja e café. um grito de satisfação. um sorriso imenso. sai a pergunta: este oceanário que me diz é aquele muito conhecido? respondi afirmativamente. histerismo instalado. ai, muito obrigado. estende-me a mão para me cumprimentar, agradecer e ir embora a correr. e vira-se para a outra: anda, anda, é o oceanário. vamos, vamos, temos pouco tempo. e disseram-me adeus acenando, já a uns metros de distância.

Anúncios
  1. Maio 30, 2009 às 13:24

    LOL 😀

    que fixe! 😀
    gostava de as encontrar à saída 😀

    • j m
      Maio 30, 2009 às 14:30

      admito que tenho algumas dúvidas que tenham entrado, por só terem uma hora. mas fica a ideia romântica de que tenham entrado e esquecido de regressar a tempo de cumprir os seus compromissos. 🙂

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: