Início > poesia > O que o salvara da insónia fora a evocação

O que o salvara da insónia fora a evocação

O que o salvara da insónia fora a evocação
da árvore cercada pelas águas do rio.
Como se a difícil imagem
o desviasse dos escolhos do dia,
ou fosse o símbolo procurado
a vida inteira.

Seria o fim da arte
este íntimo espectáculo
com que inaugurara o sono
de todas as pálpebras.

[Luís Quintais, in Verso Antigo]

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: