Início > intimidade, teatro, teoria > alegoria para cena improvisada no meio da rua, mas escrita à secretária de um quarto normal

alegoria para cena improvisada no meio da rua, mas escrita à secretária de um quarto normal

pensei que te tivesse sido fácil interpretar a vida que te foi estendida à frente, numa tábua de madeira húmida, já ampolada, revelando a compactação do interior. acreditei que não teria que te dizer mais nenhuma palavra para me fazer entender. deus é uma palavra vazia ao primeiro impacto. não aprendeste? deus não existe. claro que se começares a pensar na palavra, nas formas e nos factos construídos por teorias complexas, vais perceber que deus existe e sou eu que o encarno.

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: